Mostrar menú principal Ocultar menu principal
Básico
Avançado

Está aqui

Somos Vizinhos: promoção de negócios locais

Somos Vizinhos: promoção de negócios locais

10/07/2017
Somos Vizinhos

É uma nova rede de franchising, mas conta com os mais de 20 anos de experiência do seu fundador, Francisco Soares. A Somos Vizinhos é uma publicação gratuita, em formato A5, com dicas sobre temas diversos (atualidade, desporto, cultura, entre outros), palavras cruzadas, anedotas e anúncios a negócios locais. Francisco Soares publicou durante duas décadas uma revista semelhante, mas dedicada ao mundo dos imóveis. Em 2014, lançou esta publicação de cariz local, que agora resolveu expandir em regime de franchising, após dois anos de grande sucesso na cidade nortenha da Maia.

 

“A Somos Vizinhos é uma revista dividida por distritos, o que vai permitir ao franchisado ter uma área geográfica muito grande para trabalhar”, afirma Teresa Macedo Dias, fundadora da consultora de franchising MD World, que representa a Somos Vizinhos. “Está vocacionada para as pequenas e médias empresas de comércio e serviços que, desta forma, podem fazer publicidade a preços acessíveis e dar a conhecer o seu negócio na sua zona.”

 

A revista é distribuída gratuitamente em locais estratégicos, como supermercados, bem como nos serviços que contrataram publicidade na revista, que conta com uma tiragem mensal de dez mil exemplares.

 

“[O projeto] surgiu de uma lacuna no mercado, do feedback dos empresários que não tinham meios para pagar publicidade noutros meios de comunicação. Aqui, impõe-se a pergunta do papel, uma vez que estamos numa era digital. Segundo um estudo feito inicialmente, cerca de 73% das pessoas gostam de ler em papel. Além disso, a revista é em formato A5, o que permite levá-la facilmente para qualquer lado, e ao mesmo tempo, o conteúdo é muito variado – é uma revista que toda a família lê.”

 

Na Maia, onde o conceito foi testado, a Somos Vizinhos teve que aumentar o seu número de páginas “devido à quantidade de pedidos para publicidade”. A meta para 2017 é “crescer com sustentabilidade”, chegando a todos os distritos do território continental e ilhas.

 

Apoio no local

Com um investimento inicial acessível – no valor de €16.500 -, a Somos Vizinhos também dispensa os seus franchisados de um fundo de maneio inicial elevado, já que a impressão da revista (60 mil exemplares) é oferecida aos investidores durante os primeiros seis meses. Estes receberão ainda formação inicial e contínua, bem como apoio no local nas primeiras semanas do negócio.

 

O retorno do investimento tem também um prazo atrativo, podendo ocorrer em apenas três meses, consoante o desempenho do franchisado, salienta Teresa Macedo Dias. Os royalties são de 5% por mês, a taxa de publicidade é de 3% e os direitos de entrada são de €1.500 para uma faturação anual que se estima entre os 80 mil a 100 mil euros. “Falamos de uma faturação mensal que pode facilmente chegar aos sete mil euros.”

 

Para além disso, acrescenta a consultora, o conceito de negócio da Somos Vizinhos não necessita de experiência prévia. “Convém que o franquiado seja apenas bom conhecedor dos negócios da sua zona geográfica e que tenha um certo gosto pela parte comercial.”