Mostrar menú principal Ocultar menu principal
Básico
Avançado

O que é o Royalty?

O que é o Royalty?

Saber o que é um royalty é crucial para se compreender o sistema de franchising e a forma como funciona. É possível encontrar uma série de definições que expliquem em que consiste um royalty e que, basicamente, nos fazem chegar à mesma conclusão. Um royalty é um valor pago periodicamente (normalmente mensal) pelo franchisado ao seu franchisador em troca dos serviços que lhes são prestados regularmente.
 
Através do royalty o franchisador deve sustentar a estrutura que dá suporte e apoio à sua rede de franchisados. Mas afinal o que é que o franchisado está a pagar?
 
  • Manutenção do direito do uso da marca em questão em determinada zona. Durante o período de vigência do contrato de franchising o franchisador não poderá abrir outros estabelecimentos da sua marca naquela zona, que a partir do momento em que se assina o contrato, passa a ser exclusiva "daquele" franchisado.
  • Análise e resolução de qualquer questão ou dúvida operativa que o franchisado apresente. O franchisado assegura ter sempre o suporte operativo necessário para poder responder a qualquer situação de crise que possa surgir.
  • Formação e apoio contínuo através de várias sessões. Podem ser visitas ao estabelecimento do franchisado, formações na sede, convenções, etc. Para além disto, são oferecidas aos franchisados sessões de melhoramento de processos de trabalho ou apresentação de novos projetos. Estas sessões estão incluídas no processo de formação contínua.
  • Investimento em Investigação, Desenvolvimento e Inovação. O franchisador deve ser um visionário e investir um pouco do seu tempo na criação de um futuro sustentável para toda a sua rede, melhorando e adaptando o seu modelo de negócio às mudanças do mercado onde se insere.
 
Como funciona o royalty num franchising? 
 
O royalty pode funcionar de diferentes formas dependendo do modelo apresentado por cada franchisador. Em relação aos valores financeiros é provável que  encontremos diferenças uma vez que o valor desta taxa é, na maior parte dos casos, acordado em percentagem sob o valor faturado mensalmente, trimestralmente ou, em alguns casos, semestralmente. Podemos também encontrar valores fixos, fixos progressivos (que aumentam ou diminuem conforme vai passando o tempo) ou até modelos mistos entre fixos e percentuais.
 
Existem franchisings sem royalties?
 
Nos últimos anos tem-se notado uma clara mudança no mundo do franchising. Falamos do aparecimento dos franchisings low-cost. Este modelo de negócio tem abdicado do pagamento dos royaltys e muitas delas até se autointitulam como "franchisings sem royalties". 
 
Como avaliar o valor do royalty? É caro ou é barato?
 
É fácil. O royalty torna-se caro ou barato em função do serviço que o franchisado recebe e, obviamente, pelos resultados financeiros que o negócio lhe oferece. Não se deve descurar a hipótese de existirem "franchisings sem royalties" que com o passar do tempo se tornam caros e franchisigns considerados caros que ao longo do tempo são lucrativos e, por isso, acabam por se tornar baratos.